Live Solidária com Maria Izabel

Maria Izabel começou sua carreira no interior de Mato Grosso, na cidade de Sorriso, onde nasceu. Desde criança, a paixão pela música era evidente para família e amigos próximos. Com apenas sete anos, ganhou seu primeiro violão e com oito anos começou a frequentar as aulas do seu instrumento preferido. A surpresa foi que ela aprendeu em uma semana, o que os outros alunos aprendiam geralmente com um mês de aulas.

A partir do momento em que aprendeu a tocar violão, as participações em audições, festivais, eventos musicais e rodas de viola, passaram a fazer parte de sua rotina. Todos queriam uma “palinha”.

Maria Izabel embalava seu público com músicas de Zezé di Camargo & Luciano, Leandro & Leonardo, Tião Carreiro, João Paulo & Daniel, Tonico & Tinoco, Chitãozinho e Xororó e muitos outros. E assim definiu seu estilo musical.

Aos 17 anos, Maria Izabel trazia na bagagem muitas conquistas em festivais. Teve a oportunidade de conhecer artistas como Rick & Renner, Daniel , Almir Sater e também de cantar com Maria Cecília & Rodolfo, Eduardo Costa, Michel Teló, Fernando & Sorocaba.

Hoje com seu novo trabalho, o DVD Tempos Diferentes, Maria Izabel, apresenta um cenário musical maduro e totalmente moderno, sem esquecer das suas raízes. O que chama a atenção inclusive pela gravação do DVD, realizado no heliponto de um prédio no centro da cidade de Campo Grande-MS.

Desde sua chegada na Cidade Morena aos 19 anos, a cantora conquistou o posto de garota propaganda do Consórcio Guaicurus e teve sua imagem usada em uma campanha de conscientização em todos os ônibus e terminais da cidade. Essa conquista derivou de sua influência alcançada nas turnês das Escolas em Campo Grande, onde Maria Izabel, cantava e levava mensagens de incentivo aos estudantes e professores.

Aos 23 anos a cantora recebeu uma proposta de trabalho em São Paulo-SP e lá implantou o projeto das Escolas na periferia, onde nunca havia existido projeto parecido, fez parte de projetos do governo como: SP Cultura no Metrô, SP Cultura na Rua e das Fábricas de Cultura da Zona Leste da cidade. Aos 26 anos a cantora voltou para Campo Grande para dar novos passos a sua carreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui